Audax-Diniz gira e o São Paulo cai na estreia do Paulistão

Apesar de ter encontrado dois gols, ao longo da partida, o SPFC não encontrou o Audax

Apesar de ter encontrado dois gols, ao longo da partida, o SPFC não encontrou o Audax

O São Paulo, de Rogério Ceni, foi à Arena Barueri para estrear no Paulistão contra o Audax, de Fernando Diniz e voltou para a capital com uma goleada de 4 a 2 e a certeza que, no mundo do futebol, quatro linhas de cal separam o mundo das ideias da realidade.

Fernando Diniz, mais uma vez, demonstrou na prática, que as concepções de futebol podem ser ampliadas no Brasil. O Audax entrou em campo com as mesmas concepções que o levaram ao vice-campeonato paulista em 2016. E o resultado foi uma partida de encher os olhos de quem, muito além do resultado, gosta de futebol.

Aos 6 minutos do primeiro tempo, desencontro entre Maicon, Douglas e Buffarini, a bola sobrou na ponta direita para Marquinhos, que enfiou o pé e abriu o placar. O São Paulo tentou uma reação com Cueva, mas ficou nas mãos de Felipe Alves.

Três minutos depois, aos 9/1T, a partir de uma jogada construída (objeto de desejo de todos no futebol), a bola, de pé em pé, chegou em Ytalo que, dentro da área, tocou de calcanhar para deixar Pedro Carmona de cara para o gol e colocar nas redes.

Com menos de 10 minutos o placar já apontava 2 a 0 para o Audax, que fazia girar seus jogadores e a bola em campo, deixando o São Paulo tonto, perdido, atordoado. Em muitos momentos, parecia “bobinho”. A equipe corria, corria, mas a bola sempre estava em movimento constante. Fernando Diniz deu show de movimentação, sendo nítido que era tudo ensaiado, não fruto do acaso.

Diante da dinâmica do Audax, principalmente nos 25 primeiros minutos da partida, o São Paulo parecida um cachorro girando, tentando morder o próprio rabo.

Depois do segundo gol, quando tudo parecia caminhar para um massacre já na primeira etapa, eis que, aos 29/1T, Cueva na zona central do campo, percebeu o vacilo de marcação do sistema defensivo do Audax, encontrou Chavez na meia-lua. O centroavante recebeu a bola, ajeitou e bateu no canto direito de Felipe Alves. Quando menos se esperava, o São Paulo descontou.

O Audax sentiu. Recuou, deixou de jogar. E numa jogada parecida, aos 36/1T, mas agora com a bola lançada por Rodrigo Caio, Chavez recebeu na área e meteu para as redes. Empate injusto, considerando a enormidade que o Audax jogou.

O empate no primeiro tempo poderia dar um sopro ao Tricolor retomar a segunda etapa com uma mecânica diferente para interromper a força motriz de posse e toque de bola do Audax de Diniz. SQN.

Aos 9/2T, escanteio. Bola alçada na área e o zagueiro Felipe Rodrigues, meio que de qualquer jeito, tocou na bola, que foi parar nas redes, no canto direito de Sidão: 3 a 2.

Ceni fez três mudanças: Nem, machucado, por Cícero, que sumiu em campo. Chavez por Gilberto e o zagueiro Douglas por João Schmidt, recuando Rodrigo Caio para a zaga.

Novamente com o placar na frente, o Audax, que impressiona pela organização tática, dominou o Tricolor. Sem a posse de bola fechava-se em duas linhas de 4 e, quando recuperava a posse, abria-se como a um leque em um contra-ataque veloz, com muitos jogadores chegando à frente, e, sobretudo, mortal. Foi assim que sacramentou a goleada por 4 a 2.

Aos 28/2T, o Audax retomou uma bola em sua defesa, abriu-se em velocidade, em poucos segundos estava na grande área Tricolor, que voltou desorganizado, e Buffarini deu um “rodo” em Gabriel Leite. Pênalti: Pedro Carmona bateu e fechou o justo placar.

Diniz, como um maestro intenso, imerso em sua música, mesmo com o modesto Audax, que se desmontou do ano passado para cá, segue regendo um sistema de jogo dinâmico, compacto e ofensivo ao mesmo tempo, de aproximação, encantador.

Por outro lado, com a goleada de 4 a 2 e um vareio de bola em grande parte do jogo, ao final das contas, a torcida do São Paulo, que boicotou a partida devido ao valor de R$ 100 impostos por Vampeta, saiu no lucro em ter assistido em casa.

cabeçalho Flaitt 2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s